Tudo começou há mais de um ano, quando me vi no final de um relacionamento frustrado! Foi quando descobri que podia, sim, ser feliz sozinha! Na Trash conheci novas pessoas, novas paixões-relâmpago, ouvi todas as músicas que até então estavam guardadas na caixinha chamada memória!

Nesse um ano de trasher de carteirinha, batizei muitos amigos, fiz muita gente ver que é preciso pouco pra ser feliz!

No meu trabalho sou conhecida como a garota Trash 80′s. Todo mundo que conheço e ouve falar da Trash já corre logo para me pedir pra passar o “briefing” sobre a melhor festa de São Paulo.

Nesse último fim de semana, me acabei de um jeito! Quinta e sexta-feira estou eu bonita no site da Trash. Se todas as pessoas no mundo fossem iguais aos freqüentadores da festa, muita coisa seria diferente, muitos teriam mais amor no coração e não seriam pessoas amargas.

Mas, enfim, somente pessoas como nós, os verdadeiros trashers, sabem a magia que a festa oferece, sabem a alegria de poder pular e cantar sem se importar se as pessoas ao lado estão olhando ou não! Felizes somos nós!

Quero deixar registrado aqui como mensagem para outras pessoas que os nossos sonhos de crianças podem, sim, ser realizados quando temos objetivos; que podemos, sim, ter amigos de verdade e, principalmente, que mesmo depois de uma decepção, somos capazes de nos levantar e mostrar a todo mundo e a nós mesmos que somos – e como somos! – capazes de ser muito, mas muito felizes!

Nos vemos na próxima festa!

Já ia esquecendo! Estas são minhas músicas favoritas:
“Bette Davis Eyes” – Kim Carnes
“Manequim” – Dominó
“Sândalo de Dândi” – Metro
“Parou Viado” – Yohanna Venturini
“Goonies ‘R’ Good Enough” – Cindy Lauper
“Voyage, Voyage” – Desireless

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Um comentário
  1. Bianca,

    Já incluí no YouTube o vídeo do meu encontro com a KIM CARNES em Buenos Aires (Outubro/2009).

    http://www.youtube.com/watch?v=fGKIT8r2fgc

    Guilherme

    dialog

Comente