Caramba .. nunca pensei em ser o trasher da semana … caraca que responsa .. rs
Bom…vamos do começo.

Eu sempre gostei de músicas “tranqueirão” total, mas sempre reclamavam quando eu ouvia ou saia cantando.
Um dia, meu primo Eneias Medina (o famoso Meds ou Pedreiro da Trash) começou a me falar que ia num “lugar que tocava umas músicas dos anos 80 bem farofas daquela época“, como Menudo, Xuxa e Dominó.

Bom, nesse instante já comecei a me interessar pelo local . Isso foi no começo de novembro do ano passado.
Fiquei enrolando pra ir e nem mesmo sabia porque estava enrolando, até janeiro desse ano ( 2004).
O meu primo ficava o tempo todo perguntando quando eu ia aparecer . Resolvi, então, entrar no site da Trash e ler os depoimentos dos trashers e aí comecei a me interessar mais ainda.

Um dia resolvi que ia de qualquer maneira, chamei umas três amigas minhas que também já tinham ouvido falar da Trash, marquei com meu primo e la fomos nós . Segui todas as recomendações que o primo deu, como chegar cedo por causa da fila, mesmo tendo o nome na porta . Paula Funny controlando a fila, Anderson conferindo os nomes .. Tudo muito bem organizado.

Entramos finalmente, lugar meio escuro e de cara começo a ouvir Adriana com “ I Love You Baby”. Na hora pensei “tô no lugar certo“. Quando meu primo chegou, eu já estava alucinado com as músicas que tocavam. Logo fui sendo apresentado para o pessoal que foi me recebendo muitíssimo bem, o que aliás é uma característica do local. A primeira pessoa para quem fui apresentado foi a Sofia. Ela não conversou muito comigo não, mas hoje sei que é uma pessoa pra lá de maravilhosa.

A noite foi seguindo e as músicas melhorando. Xuxa, Balão Mágico, Trem da Alegria, Gretchen, realmente aquele era meu lugar, eu não parava de cantar e dançar, uma música melhor que a outra. O que era aquilo??? Eu comecei a me perguntar porque demorei tanto pra ir até lá. Pessoas se divertindo, cada um na sua, lugar agradável, performances super engraçadas no palquinho, enfim … Depois de ficar até altas horas me acabando de tanto dançar resolvi ir embora com uma certeza: a de que voltaria ali mais vezes.

O resultado disso? Semana seguinte lá estava eu novamente e na outra e na outra . Desde então, não parei mais de ir e sinto muita falta quando não vou e cada vez “absurdando” mais (rsss). Alguém pode me dizer o que é aquele “French Kiss” ?!?! (rsssss)

Aos poucos fui conhecendo as pessoas e fazendo novos amigos, pessoas incríveis que são verdadeiros presentes e a cada semana vou conhecendo pessoas novas.

Hoje o que me leva até lá, é a certeza de que vou me divertir muito encontrando os amigos e ouvindo as músicas “tranqueironas” que eu sempre gostei de ouvir e cantar, sem contar é claro, poder contar com meus parceiros pra dançarmos um bom “ Não se reprima “ do Menudo ( o Vini que o diga .. rss ). O grande culpado disso tudo foi o meu primo Medina e sou absurdamente grato a esse figura que eu adoro por ter me tornado um freqüentador assíduo da trash ou melhor um trasher.

Queria poder agradecer a todos os amigos que fiz por lá, pelo carinho que recebo, Sandra Sartore, Malu,Vini, Renata Xuxa, Katy, Lulu, Regina Rezende,Hugo Salles, Lualtoastral, Fepittelkow,, casal Funny, Eduluke, Rapha, Ana Claudia, Fabiana, Estelinha, Djindio, Cleiton, Dedéia, Menega, Jefferson, Paula e Ana Soave, Ju negão, Carla Cathy Nola, Fabio, Vinicius, Allison, Evandro – Super Janeide, Marcio Pires, Gigi, Danillu, Zeezo, TT, Ice, Gus, Ligia, Ana , Rêna, Cocote, Goonie, Drika, Chiara, Nana, Paula Manzo, Catatau, Fabião, os DJs que cito logo mais abaixo .. (rs) e muitos outros que, apesar de não citar os nomes aqui, são importantes pra mim também.

Minha musica preferida na Trash : Adriana – “I Love You Baby” .

DJs Eneas, Tonyy, Wander, Nico: Vocês dão um show, sem falar é claro dos DJs trashers convidados que são um caso a parte.

E pra quem ainda não foi, uma pergunta : TÁ ESPERANDO O QUE ?!?!?!

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente