A Trash entrou na minha vida em julho de 2003 com um convite de duas amigas, Sil e Dedé, para conhecer uma festa em que outra amiga, Eva, tinha ido na semana anterior. A descrição foi assim: um lugar no centro, pertinho da Nove de Julho, muito engraçado onde tocava Trem da Alegria, Xuxa, Rosana, Wando e aquele monte de artistas que a gente achava péssimo quando iam ao Chacrinha. Além disso tudo, o lugar ficava ao lado da minha casa. Lá fui eu, enfrentei a fila básica, já que não tinha nome na lista ou flyer, mesmo assim, como valeu a pena!

Depois desse dia, um mês antes do meu aniversário eu já tinha decidido, não tinha como eu não comemorar meu aniversário lá. Ser recebida pela Super Janeyde e ver vários amigos dançando muito naquele lugar que eu já sabia, era mesmo diversão garantida!

Com o tempo fui virando freqüentadora assídua, Trash PVT onde o Márcio Pires saiu apresentando a mim, a Eva e a Dedé para todo mundo, amigo secreto, algumas Pop Trash especiais! Não há lugar como o cortiço, é a sala da minha casa, é onde encontro muitas pessoas queridas! Toda uma energia ótima, os DJs incríveis, as hostess sempre umas fofuras, adoro a Super Janeyde e o Alisson Gothz! As performances sempre inacreditáveis, e tem gente que acha que a galera ganha para pagar mico!

Escrever sobre a Trash depois de virar freqüentadora é como falar da minha família sabe aquele lugar em que você sempre se sente bem e que, entre uma festa e outra, ainda conhece um primo distante? A festa é isso…

Artistas prediletos: Cris Mariposa, Chico e Dani, Dedéia Andrade, Lulu, Shakira, Manny Curi – o meu Fábio Jr. e, claro, Paula Funny e Anderson Legal!

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente